As Vozes do Oceano

Neurocientista renomada que já demonstrou que os golfinhos são autoconscientes, defende a sua liberdade sob qualquer hipótese.

Imagem: Photo by Andrew Bosch/MCT/Getty. Aeon Magazine.

Imagem: Photo by Andrew Bosch/MCT/Getty. Aeon Magazine.

Lori Marino, neurocientista reconhecida mundialmente e especialista em golfinhos garante que eles são tão autoconscientes quanto nós e, ainda segundo ela, por isso, mesmo na terapia com golfinhos (que é um assunto controverso onde a história e alguns pesquisadores insinuam funcionar, enquanto outros não) não deveríamos mantê-los presos.

Segundo as minhas pesquisas e experiências com os golfinhos, cheguei a conclusão de que em alguns casos específicos a terapia com eles realmente funciona, seja em nados com golfinhos livres pelo mundo ou mesmo em cativeiro. Já escutei diversos depoimentos sobre isso, principalmente de pessoas que tiveram contatos com golfinhos livres no oceano e que segundo elas, tal contato mudou completamente a sua maneira de ver as coisas e em consequencia disso as suas vidas para melhor.

Até mesmo alguns detratores deste tipo de terapia ao analisarem os dados oriundos de alguns tratamentos e escutarem o depoimento dos pais de algumas das crianças atendidas pela terapia, têm que concordar que em alguns casos ela dá efeitos extremamente positivos.

Aqueles que aceitam que o contato com os golfinhos pode ser curativo, concordam que é a inteligência deles somada a sua comunicação e sonar que faz com que possam alterar positivamente o nosso cérebro.

Mas, no entanto, Marino que discorda que a terapia com golfinhos cativos funcione, questiona: e quanto aos golfinhos?

Manter seres tão autoconscientes quanto nós presos, mesmo que seja sob o nobre pretexto de curar as pessoas, não é ético – como já foi mencionado em posts anteriores.

Se eles possuem um nível de consciência como o nosso (tudo indica que sim) e, ainda que diferentes em alguns aspectos por viverem na água, isso – como bem pontuou o filósofo e defensor dos golfinhos Thomas White – seria chamado de escravidão.

Abaixo segue o link com o texto escrito por Marino:

http://www.aeonmagazine.com/nature-and-cosmos/lori-marino-dolphins-are-not-healers/

Aloha!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s