As Vozes do Oceano

Cientistas na maior conferência científica do mundo afirmam: golfinhos são PESSOAS!

Foto: Jan Ploeg

Essa pode ser considerada a boa notícia do ano, ou melhor da década, quem sabe do século!

Já fazem mais de dez anos que venho afirmando isso. Viajei e morei no lindo e rico país do México justamente para conviver e trabalhar diariamente com os golfinhos. Lá constatei pessoalmente muitas das coisas que falam sobre eles, reconhecendo em primeira mão que os golfinhos são gente como a gente.

Porém ao voltar do México, ainda cursando a faculdade de psicologia aqui no Brasil, procurei aliar o meu curso com o estudo dos golfinhos e qual não foi a minha surpresa ao perceber que a maioria dos professores e até a diretora do curso se mostraram não só céticos quanto as minhas experiências, como também irônicos (o que certamente não é uma postura científica!) não me apoiando de maneira alguma. E quanto a professora de neuroanatomia na época que deveria estar melhor informada quanto a isso, ela chegou a debochar de mim. Lembro que ela se considerava muito inteligente…mas infelizmente não foi inteligente a ponto de buscar pesquisar sobre o assunto antes de desistimular um aluno em suas idéias.

Foto: Luiz Felipe Zanette

Mas a paixão e o amor que desenvolvi pelos golfinhos foi o que me deu forças para colocar de lado aquele curso a fim de me dedicar exclusivamente a mostrar as pessoas que os golfinhos são gente como a gente, que eles pensam, sentem e raciocinam igual ou quem sabe melhor do que nós homo sapiens.

Todo esse trabalho resultou em um livro sobre os golfinhos que será finalmente publicado este ano. Fiquem de olho!

Depois de todo este tempo e esforço, hoje me sinto realizado ao saber que os maiores especialistas em golfinhos, na maior conferência científica do mundo não só falam aquilo que digo há anos, como também já lutam para assegurar direitos aos cetáceos. Principalmente o direito à liberdade e à vida!

Essa notícia e principalmente essa cosncientização que virá nos próximos anos trará uma transformação radical na maneira como a nossa espécie vê e se relaciona com o planeta e com a vida como um todo. Certamente temos muito a aprender com os golfinhos.

Segue notícia abaixo:

Imagem: Internet

Cientistas sugerem que estes seres são tão brilhantes que devem ser tratados como “pessoas não humanas“. Estudos sobre o comportamente dos golfinhos relevaram a similitude de suas comunicações à dos seres humanos, ultrapassando à dos chimpanzés.

Isto foi respaldado por pesquisas anatômicas que mostram que os cérebros dos golfinhos têm muitas características chaves associadas com uma alta inteligência.

Os pesquisadores sustentam que seus estudos demonstram que é moralmente inaceitável manter estes animais inteligentes em parques de atrações, matá-los para comer, ou que estes tenham que morrer por acidentes de pesca. Cerca de 300 mil baleias, golfinhos e botos morrem desta maneira a cada ano.

Imagem: Internet

– “Muitos dos cérebros dos golfinhos são maiores que o nosso e o segundo em massa -após o cérebro humano- ao ser correlacionados com o tamanho do corpo”, disse Lori Marinho, uma zoóloga da Universidade de Emory em Atlanta, Georgia, que utilizou imagens por ressonância magnética para traçar o cérebro das espécies de golfinhos e compará-los com o dos primatas. “A neuroanatomia sugere uma continuidade psicológica entre os seres humanos e os golfinhos, o qual tem profundos envolvimentos na ética das interações dos humanos com os golfinhos”, acrescentou.
Os estudos mostram como os golfinhos têm personalidades diferentes, um forte senso de si mesmos e podem pensar no futuro.

Também ficou claro que são animais “culturais”, o que significa que novos tipos de comportamentos podem ser rapidamente aprendidos por um golfinho de outro. Em um estudo, Diana Reiss, professora de psicologia no Hunter College, de Nova York, demonstrou que os golfinhos comuns podem se reconhecer em um espelho e inclusive utilizá-lo para inspecionar as diversas partes de seu corpo, uma habilidade que se cria limitada aos seres humanos e aos grandes símios. Em outro estudo, descobriram que os animais em cativeiro também têm a capacidade de aprender uma linguagem rudimentar baseada em símbolos.

Imagem: Internet

Outras pesquisas mostraram que os golfinhos que vivem em cativeiro podem resolver problemas difíceis, enquanto os golfinhos que vivem em estado silvestre cooperam em formas que implicam estruturas sociais complexas e um alto nível de sofisticação emocional. Em um caso recente, ensinaram a um golfinho resgatado de seu habitat a “caminhar sobre o rabo” enquanto recuperava-se de uma lesão durante três semanas em um parque aquático na Austrália. Após ser liberado, os cientistas surpreenderam-se ao ver outros golfinhos silvestres fazendo o mesmo. Obviamente aprenderam com aquele que foi treinado enquanto estava em cativeiro.

Imagem: Michigan State University

Há muitos exemplos similares, como os golfinhos que vivem na Austrália ocidental, os quais aprenderam a cobrir seus focinhos com esponjas para se protegerem na busca de peixes espinhosos que vivem no fundo do oceano. Estas observações, junto com outras que mostram, por exemplo, como os golfinhos cooperam com precisão militar em estratégias para encurralar bancos de peixes que lhes servirão de alimento, estão propondo diversas interrogações a respeito das estruturas do cérebro dos golfinhos.

Imagem: Michigan State University

O tamanho é só um fator. Os pesquisadores descobriram que o tamanho do cérebro varia enormemente -de umas 200 gramas para espécies de cetáceos pequenos, como o golfinho do rio Ganges, a mais de 8 kg para os cachalotes, cujos cérebros são os maiores do planeta. O cérebro humano, ao contrário, varia entre 1 a 1,8 kg, enquanto o cérebro de um chimpanzé pesa ao redor de 350 gramas. Quando se trata de inteligência, no entanto, o tamanho do cérebro é menos importante que seu tamanho em relação ao corpo.

Imagem: Internet

O que Marinho e seus colegas descobriram foi que o córtex cerebral e o neocórtex dos golfinhos são tão grandes que “as relações anatômicas responsáveis pela capacidade cognitiva colocam-nos no mínimo em segundo lugar após o cérebro humano”. Também descobriram que o córtex cerebral dos golfinhos nariz de garrafa, tem as mesmos dobras arrevesadas que estão fortemente vinculadas com a inteligência humana. As dobras aumentam o volume do córtex e a capacidade das células do cérebro para interconectar entre si. “Apesar da evolução ao longo de uma trajetória neuroanatômica diferente dos seres humanos, os cérebros dos cetáceos têm várias características que se correlacionam com a inteligência complexa”, disse Marinho.

Imagem: Internet

Marinho e Reiss, exporão suas conclusões em uma conferência em San Diego, Califórnia, no próximo mês, concluindo que as novas provas sobre a inteligência dos golfinhos torna repugnante os maltratos a este animal. Thomas White, professor de ética da Loyola Marymount University, na Califórnia, quem escreveu uma série de estudos acadêmicos que sugerem que os golfinhos têm direitos, falará na mesma conferência. “A pesquisa científica sugere que os golfinhos são pessoas não humanas que são qualificadas para o status moral de indivíduos”, disse White.
Fonte: Times Online
Anúncios

100 Respostas

  1. paula marques

    Que o ser human realize como estamos a destruir toda abeleza que o nosso planeta oferre e’ um animal mamifero. Aonde podemos aprender tanto com ele mas na sua casa.pls

    6 de março de 2012 às 18:44

  2. É bem possível, os Golfinhos através de sinais eles tem uma resposta bem rápida no aprendizado. Os estudos mostram em cativeiros estes treinamentos. Já assisti em Sta Catarina, o treinador no cativeiros devolver também ao mar! Onde, o Golfinho aprende novamente a viver novamente no oceano, a volta em liberdade. E por outras informações, eles voltam ao lugar onde estavam em contato. É interessante eles são inteligentes mesmo!

    6 de março de 2012 às 20:04

    • Esses são os exemplos que conhecemos desde a década de 70, quando o homem passou a estudá-los.

      Mas a maior parte de seus comportamentos e hábitos só podem ser verificados em seu meio ambiente, no oceano, onde eles estão livres e podem viver as suas vidas à sua própria maneira.

      É fato que conhecemos mais sobre o espaço sideral do que sobre os oceanos da Terra…

      Aloha!

      9 de março de 2012 às 9:55

  3. Muito bom!!!

    7 de março de 2012 às 0:52

  4. … Daqui a pouco chegaram a conclusão que os cães, gatos, ursos e etc possuem seu grau de inteligencia e por isso merecem o mesmo tratamento. Com suas diferenças, cada animal deste planeta precisa ser tratado com o respeito e dignidade. A estória do homem pensar que pode se servir deles da forma que bem entende não está relascionada com o grau de inteligencia destes animais e sim o GRAU DE INTELIGENCIA DO HOMEM. Diz respeito ao quanto o homem está preparado ou não para perceber e aceitar esta realidade. Enquanto ele cresce pra perceber isso, aos demais seres, resta esperar que este tempo chegue logo. O bicho mais poderoso do planeta parece estar mesmo ficando inteligente. Não do ponto de vista de seu córtex cerebral mas de sensibilidade e noção do seu meio ambiente verdadeiro e de quem faz parte dele.
    Os golfinhos podem ter sido percebidos neste momento, mas falta muito para nos darmos conta e fazermos do mundo um lugar justo e seguro para estes cetáceos. Alias, falta muito para conseguirmos fazer isso para nossa própria espécie.
    Dizem que atravessamos um portal de tempo importante para o desenvolvimento humano, que estamos na era de aquário e etc. Quando vejo reportagens como esta, sinto que algo parece realmente estar mudando. A perserpção parece ter sido aprimorada e a coragem de enxergar está crescendo. Fico feliz. Podemos fazer parte de um mundo e uma era realmente novos. 🙂

    7 de março de 2012 às 8:12

    • Muinto boa observacao de Flavia muniz. e certo que nos estamos na era de aquarios,e que pressisamos nus consientizar dessas verdades animais, eles sao verdadeiros acumulados de inteligencia, e sensibilidade, o cao por exemplo e um animal de uma sensibilidade, inteligencia, e amor inigualavel para min.gostei da observacao dela, sobre cada vez mais o homem se da conta de que nos pressisamos ver ler e fazer um mundo animal melhor do que nunca.Beth sales

      9 de março de 2012 às 7:59

    • Vivemos um tempo complicado.

      Cada vez mais parece que o individualismo toma conta. Porém também encontramos muitos exemplos de solidariedade no mundo todo, apenas que estas iniciativas não são vinculadas pelos meios de comunicação que tendem a noticiar sempre as mesmas coisas e principalmente as coisas negativas, o que acaba gerando um efeito bola de neve para todos nós.

      Mas com certeza existem coisas maravilhosas sendo ditas e acontecendo no mundo.

      Abraço!

      9 de março de 2012 às 9:53

    • Wilson Carlos

      Bravo! Também acho muito importante essa mudança no modo de pensar do homem. A raça humana tem que intender que, só porque um ser diferente não nos acompanhou de igual na evolução, temos que explora-lo.

      11 de março de 2012 às 21:26

    • Amém!!! Se metade da população mundia pensar e agir assim, essa consegue modificar os hábitos da outra metade!

      22 de março de 2012 às 0:17

    • MUITO BOM SEU COMENTARIO! SIM, MUITOS ESTÃO DESPERTANDO!

      4 de julho de 2012 às 20:08

  5. shingo yabuki

    ahhhh tahhh, eles são seres humanos mas pra isso tiveram que criar golfinho em cativeiro pra poder descobrir, ENTENDI!

    7 de março de 2012 às 8:28

    • Prezado Shingo,

      Infelizmente é assim que funciona a nossa sociedade tão “inteligente”.

      Realmente temos muito ainda que aprender com as demais espécies que vivem na Terra.

      Aloha!

      9 de março de 2012 às 9:49

  6. Senti uma alegria enorme com esta notícia!
    Muito obrigado!
    Astrid Annabelle

    7 de março de 2012 às 11:47

  7. marcia schettini yano

    A noticia publicada me causou a maior emoção…pois os golfinhos me encantam de tal maneira,que sempre falo…que meu maior sonho é poder ter o previlégio de estar perto deles,mesmo que por minutos….dar um beijo e atraves desse beijo …mostrar todo amor que sinto.

    7 de março de 2012 às 12:58

  8. Cibelle Martin

    Sem dúvida nenhuma que os golfinhos são seres muito melhores que nós. Amo esses animais. Com certeza temos que aprender com eles a ser gente.

    7 de março de 2012 às 13:52

  9. ola amei sua reportagem…
    eu li um livro a alguns anos atras dos cranios de cristal, é tem uma parte que um ser especial traduzia as mensagens dos golfinhos , , simplesmente maravilhoso!!!!!!!!!!!! tenho as paginas salvas , se quiser posso envia-las…. muitas felicidades bjs

    7 de março de 2012 às 14:10

  10. teresa neto pereira

    ESTA NOTICIA NÃO ME SURPRENDE ..DESDE JOVEM QUE PENSO ISSO ALEM DE OUTRAS COISAS QUE AGORA VIA INTERNET VENHO A CONSTATAR QUE NÃO ERAM PENSAMENTOS “MALUCOS”. O QUE ME SURPREENDE MESMO É QUE PARA QUE AS OUTRAS ESPECIES QUE NOS RODEIAM E QUE FAZEM PARTE DESTE PLANETA FANTASTICO ,SEJAM RECONHECIDAS E RESPEITADAS SEJA NECESSARIO ENCONTRAR FACTORES DE INTELIGENCIA DE GRAU MAIOR OU IGUAL A NÓS ,QUE NOS ROTULAMOS DE HUMANOS ,,SABENDO DE ANTEMÃO QUE PERTENCEMOS A UM TODO ,,,ESTAMOS INTERLIGADOS ,UNS COM CONSCIENCIA EXISTENCIAL ,OUTROS SEM ESSA CONSCIENCIA MAS TUDO COM UM PROPÓSITO ,NADA É UM ACASO …QUANDO NOS UNIRMOS EM AMOR TUDO SE REVELARÁ ..MAS PARA ISSO TEMOS QUE COMBATER O NOSSO EGOISMO .E MAIS SE IRÁ REVELANDO .

    7 de março de 2012 às 14:30

    • Frank Lopes

      Arrasou teresa estou com vc….
      depois q li esse blog tive o mesmo pensamento q vc.

      17 de março de 2012 às 9:12

  11. A relação entre os golfinhos e os homens, como demonstram estas pesquisas, é extraordinária e aponta para a invisível e sensorial harmonia que existe entre o homem com a fauna, a flora e o Cosmos. Ainda haveremos de chegar lá!

    7 de março de 2012 às 14:31

  12. Muito Lindo…. 🙂 Parabéns!!! sem palavras!!!

    7 de março de 2012 às 16:39

  13. Ario Snshk

    É mesmo fascinante o comportamento extraordinário que os cetáceos desenvolveram. Eles são mesmo magníficos seres! !

    7 de março de 2012 às 18:32

    • Prezado Ario,

      Existem muitos outros comportamentos que os golfinhos desempenham que por vezes desafiam a nossa filosofia, mas infelizmente apenas uma pequena parcela deles aparece na mídia em geral.

      Eu já vi e escutei coisas que deixa óbvio a sua inteligência e sensibilidade, ou se preferir, sua autoconsciência.

      Posso afirmar segundo a minha experiência de que o que os cientistas mencionaram até hoje, ainda é uma diminuta fração de suas capacidades.

      Aloha!

      9 de março de 2012 às 9:43

  14. Gisele

    Todos os animais merecem o direito de não serem torturados e não somente os golfinhos porque são mais inteligentes…

    7 de março de 2012 às 20:01

    • Tens toda a razão Gisele.

      Quem sabe ao nos darmos conta de que não somos os únicos ditos inteligentes neste planeta e de que existem seres tão inteligentes quanto a gente que não destroem para viver, como já vem acontecendo, fará com que pensemos melhor sobre isso tudo.

      Aloha!

      9 de março de 2012 às 9:39

  15. Angel Pock

    Maravilhoso estudo, temos muito a aprender com esses individuos marinhos.

    7 de março de 2012 às 21:31

  16. Fascinante!

    7 de março de 2012 às 23:06

  17. Uma pergunta:

    Qual foi essa maior conferência científica do mundo?
    Onde e quando ela ocorreu?

    Obrigado

    8 de março de 2012 às 8:46

  18. Maíra Bittencourt César

    Bom dia. Adorei este texto sobre os golfinhos. Muito interessante mesmo! Quando lançar o livro, com certeza serei uma das primeiras a comprar. Parabéns!

    8 de março de 2012 às 9:41

  19. Leila Dias Dória

    Já está mais do que na hora de pararmos com as “apresentações” desses animais só para o nosso deleite.

    8 de março de 2012 às 11:12

  20. Luis Martins

    O mal está em continuar a atribuir aos animais a semelhança com pessoas, quando é exactamente o contrário. Nós somos animais!

    8 de março de 2012 às 13:12

  21. O pessoal do site poderia me dizer qual foi essa maior conferência científica do mundo?
    Podem me dizer onde e quando aconteceu?

    8 de março de 2012 às 14:28

    • Olá amigo.

      É a conferência anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência. Aconteceu em fevereiro desse ano, em Vancouver-Canadá.

      Aloha!

      8 de março de 2012 às 14:42

  22. Desculpe, mas não ouvi falar NADA a respeito dessa tal conferência… tem algum link do evento ou similar?

    Ah sim, e o nome da pesquisadora é Lori MARINO, e não Marinho.

    8 de março de 2012 às 17:24

    • Repassando outra vez.

      É a conferência anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência. Aconteceu em fevereiro desse ano, em Vancouver-Canadá.

      Aloha!

      9 de março de 2012 às 9:25

  23. Lu

    “…novas provas sobre a inteligência dos golfinhos torna repugnante os maltratos a este animal.”

    Será mesmo que só os animais ditos inteligentes merecem o respeito?
    Não seríamos nós humanos, mais inteligentes ainda ao respeitar todo e qualquer animal independentemente de sua capacidade cognitiva?

    9 de março de 2012 às 0:16

    • Olá Lu,

      A meu ver e do que aprendi convivendo com os golfinhos e com os povos indígenas, me parece que a nossa espécie deve ser a guardiã das demais espécies do planeta. Esse é um dos nossos papéis aqui na Terra como animais que possuem a capacidade de modificar o seu meio ambiente.
      Modificar para melhor e não simplesmente destruir.

      Abraço!

      9 de março de 2012 às 9:20

  24. Atenção

    A Conferência (Encontro Anual da AAAS) foi em 2010.

    9 de março de 2012 às 0:29

    • A conferência acontece todos os anos. Especialmente em fevereiro de 2012 foi que trataram também do assunto golfinhos.

      Obrigado!

      9 de março de 2012 às 9:17

  25. Muinto bom ver esses estudos sobre esses animais, lindos inteligentes,e agora estudados
    seus cerebros,acho que nos da era de aquarios, temos que ter varios e varios outros estudos da especie animal,os cachoros para min e de uma inteligencia e amor, sensebilidade, afeto,muintas vezes melhor que o homem.os golfinhos sao graciosos obedientes,e com certeza muinto inteligentes.parabens a todos que contribuen pra essa nova realidade desses animais! noruega 9.3 2012 Beth sales

    9 de março de 2012 às 8:04

    • Olá Beth,

      Obrigado pelo seu comentário.

      De fato os cães são fantásticos. Eu tenho três cachorros. Um mais “inteligente” e sensível do que o outro.

      Tenho um amigo que gosta muito dos assuntos ditos espirituais. Esse mesmo amigo me comentou um dia quando falávamos sobre os cães, de que eles estão aqui na Terra para domesticarem o ser humano e não o contrário. Se isso é verdade mesmo eu não posso ter certeza agora, mas que parece assim realmente, isso parece.

      Abraço!

      9 de março de 2012 às 9:24

  26. Wonderful and amazing creatures!
    Lets preserve Nature, please!!!!!!!!!!!!

    9 de março de 2012 às 23:18

  27. gostei muito da pesquisa ,realmente eles são muito inteligentes quando falam dos golfinhos proucuro logo estar a par do assunto . em cabo frio Rio de janeiro Brasil esses dias aconteceu um caso que me chamou atenção e queria saber o que aconteceu.Achei muito estranho

    9 de março de 2012 às 23:26

  28. irancwb

    Peço verem esse incrível salvamento de mais de 30 golfinhos (em 05.03.2012) por moradores de uma praia no Brasil. Então, creio que alguma coisa está acontecendo mesmo… Hoje a postura está sendo outra.

    10 de março de 2012 às 10:05

    • Marilia Barbosa, atriz/cantora

      Enquanto isso, no Japão (lamentavelmente no Japão), a carnificina é das coisas mais tristes e dolorosas de se constatar… Ponto pro Brasil e para essas pessoas piedosas que tiveram a mais linda atitude que pudemos assistir nos últimos tempos, obrigada por postar.

      12 de março de 2012 às 11:39

  29. Mylena

    Gostaria muito de saber o nome do livro e principalmente de você, o autor. Sou estudante de psicologia e tenho como meu maior sonho conhecer golfinhos. Como estou atolada na faculdade, se a resposta pudesse ser encaminhada via e-mail, seria muito bom. Se nao for pedir muito, também gostaria de um contato para possíveis dicas e perguntas. Desde já parabéns pelo esforço e pelo lindo trabalho!

    10 de março de 2012 às 15:58

  30. Se ainda não conhece, antes de lançar o livro, sugiro uma visita aos golfinhos de Laguna, em SC, que trabalham com os pescadores, visto que só ocorre em 2 lugares do planeta.

    Parabéns pelo trabalho

    11 de março de 2012 às 21:22

  31. Wilson Carlos

    Amo os golfinhos, a anos tenho essa verdade comigo, porque que tenho uma integração com a natureza. E eu nunca vi de perto.

    11 de março de 2012 às 21:37

  32. Pingback: Golfinhos são pessoas « David Bemfica

  33. IM

    São repugnantes os maus-traros a qualquer animal. Os golfinhos são talvez os mais inteligentes além de nós, mas os outros que não têm as mesmascapacidades intelectuais, ainda assim ama, sofrem, sentem dor como nós. É bom que se atribua estatuto de pessoa aos golfnhos, mas este estatuto na verdade aplica-se a todos os animais vertebrados, pelo menos.

    13 de março de 2012 às 4:15

  34. Adèle

    Falta humildade no ser humano.

    13 de março de 2012 às 5:27

  35. SEMPRE TIVE RAZÃO, POIS CONSIDERO-OS A ESTES SERES O MEU ALTER EGO. AMO-OS

    13 de março de 2012 às 13:34

  36. Gabi

    VAI GOLFINHO!!!

    14 de março de 2012 às 16:55

  37. A inteligência se agita no reino mineral, desperta no reino vegetal e se manifesta no reino animal. Desde a mais simples forma de vida até a mais complexa, estão destinadas a chegarem a condição de anjos estelares pois esta é a finalidade da evolução dos mundos. Não fosse assim o Cristo não teria dito que, na casa de meu Pai há muitas moradas! Quem tiver olhos para ver que veja, ouvidos para ouvir que ouçam e capacidade para compreender que compreendam!

    15 de março de 2012 às 15:55

  38. Me emocionei ao ler a matéria. Moro em Laguna-SC e aqui temos a pesca com auxílio dos botos. O espetáculo da pesca com o auxílio de golfinhos ou botos só existe em três lugares do mundo: na Costa da Austrália, na Mauritânia, no Continente Africano, e em Laguna, Santa Catarina. http://juliocesarcetaceo.blogspot.com.br/2009/11/parceria-entre-homem-e-animal.html

    Temos uma Lei que proibe manobras no Canal da Barra, aonde os jetski insistem em perturbar o santuário dos botos. A Prefeitura e a Capitania dos Portos colocaram placas proibindo a entrada e saida dos jets, no entanto, a placa foi arrancada, e, consequentemente, pode-se ver os infratores conduzindo e manobrando no canal.
    Irá passar hoje, no Fantástico = Rede Globo, matéria feita aqui em Laguna sobre a pesca com auxílio dos botos, que inclusive passou Discovery Channel.

    Final de 2011, um boto atordoado se aproximou de banhistas na Praia do Mar Grosso-Laguna-SC. Tentamos salvá-lo, mas, infelizmente, por naum possuirmos locais para trata-los, apesar de existir espaço físico. Fui buscar um biólogo para ajudar, eqto os salva-vidas tentavam deixa-lo dentro d’água,. Conseguiram leva-lo além da arrebentação, mas, um dos salva-vidas fez o seguinte comentario: vcs naum deixam o boto morrer em paz, ele irá retornar em outra parte da praia para morrer. E assim foi, ele apareceu morto algumas horas depois.

    Segue a filmagem do boto atordoado – http://www.youtube.com/watch?v=nVVV5_0izo0

    Eu espero que nossos botos consigam resistir a tanto descaso, espero que meus netos e toda uma nova geração possam aprender, ver e sentir a entrosação entre o BOTO PESCADOR e pescador.

    Ass.: ANA BARZAN

    18 de março de 2012 às 8:47

    • Caro Douglas,

      O que você menciona sobre a pesca cooperativa é verdade. Além de Laguna, ela também acontece em Tramandaí e Imbé e no rio Mampituba em Torres, foco do meu livro que será publicado esse ano.

      Um abraço!

      18 de março de 2012 às 10:40

    • Olá Ana,

      Muito interessante o que você comenta sobre o golfinho que encalhou. O vídeo também ficou bom.

      Vou responder com um e-mail que enviei a uma pessoa que me perguntou sobre o encalhe e salvamento de cetáceos e que acredito vá ao encontro do que o salva vidas que você menciona na mensagem falou:

      Em primeiro lugar quero dizer que não sou um expert em salvamento de cetáceos.
      Tenho alguma experiência com movimentação de golfinhos.
      Existe um ponto muito importante em relação ao desencalhe.
      Como as baleias e os golfinhos são seres auto-conscientes que inclusive decidem morrer por vontade própria (existem diversos casos, principalmente de golfinhos cativos que decidiram deixar de respirar- nos golfinhos a respiração é um processo consciente) isso tudo nos leva a seguinte questão: será que temos o direito de interferir em seu livre arbítrio sem antes termos pleno conhecimento das causas que os levaram a encalhar?

      O golfinho pode estar doente…ou velho…ou então poderão existir n outras razões que os levam ao encalhe. É importante lembrar neste contexto que eles são muito mais antigos que a nossa espécie e isso vem acontecendo seguramente antes de nós homo sapiens existirmos no planeta.

      Existe uma lenda indígena que agora não lembro bem de qual etnia (preciso pesquisar), que diz que quando as baleias começarem a saltar na beira da praia, cantar e encalhar, quer dizer que elas estão chamando a nossa atenção para uma nova mudança na Terra…

      Geralmente os biólogos que participam e orientam os salvamentos, tem muito pouco conhecimento sobre a inteligência e os comportamentos desses cetáceos. O que eles sabem é apenas o que aprenderam nos cursos que presenciaram e o que leram por aí, ha e claro, na sua prática de dissecação e observação de cetáceos. Mas infelizmente, pouquíssimos já tiveram o privilégio de conviver e ter um golfinho como amigo (o que faz toda a diferença).

      Com isso tudo quero dizer que não devemos simplesmente tentar devolvê-los ao mar, visto também que na maioria desses “salvamentos” os animais ficam muito feridos e estressados. E não é raro que os golfinhos ou baleias “salvos” apareçam mortos em outra praia.

      Algumas vezes é melhor deixar a natureza seguir o seu curso, buscando realmente observar e ver o que podemos aprender com ela. A morte faz parte da vida, é um direito de todo o ser vivo.

      Cada caso deve ser bem analisado antes de ser tomada qualquer providência.

      Um abraço!
      Felipe

      25 de março de 2012 às 9:44

      • Blz Felipe, fica aí um convite pra tu vires visitar as belezas de Laguna-SC e apreciar a pesca com auxilio dos botos. Abçs.

        20 de abril de 2012 às 22:50

  39. Ana Lucia

    Parabéns por seu belíssimo trabalho e principalmente por acreditar nestes animais tão encantadores e não desistir de estudá-los. Nunca tive o prazer de vê-los de perto na natureza, somente vi-os em apresentações. Agora penso o mal que é causado pelo cativeiro e do qual, eu não tinha conhecimento. É triste saber que sofrem! E pior, saber que existem pessoas que utilizam essas criaturas para alimentação. Um grande abraço e boa sorte!

    19 de março de 2012 às 10:12

  40. Olhar nos olhos de um Golfinho é uma experiência magnífica!

    19 de março de 2012 às 10:27

  41. Adorei saber as descobertas feitas em relação aos Golfinhos!!!!
    Todavia acho que todos os animais merecem respeito! O problema é sempre o Animal Homem…que se acha superior aos demais!!!!!

    Por vezes tenho vergonha de ser humana.

    Um abraço a todos os animais do planeta!!!!

    20 de março de 2012 às 21:53

    • Pois é Kátia,

      Parece que a nossa espécie ainda não encontrou o seu lugar no planeta.

      Ontem mesmo li um pensamento do defensor da natureza José Lutzemberg que resume o que eu penso sobre isso:

      A verdadeira, a mais profunda

      ESPIRITUALIDADE

      consiste em sentir-nos parte integrante deste

      MARAVILHOSO E MISTERIOSO PROCESSO

      que caracteriza

      GAIA

      nosso planeta vivo: a

      FANTÁSTICA SINFONIA DA EVOLUÇÃO ORGÂNICA

      que nos deu origem

      junto com milhões de outras espécies.

      É sentir-nos responsáveis pela sua continuação e desdobramento

      21 de março de 2012 às 8:36

  42. Kleyton

    Pow, Parabéns pelo post! Aliás, parabéns por continuar sua pesquisa mesmo diante das dificuldades que deve ter passado…!
    Obrigado^^

    21 de março de 2012 às 7:15

    • Obrigado Kleyton!

      Pelos golfinhos vale a pena, e não só por eles, pela nossa espécie também, já que sabermos que não somos os únicos animais inteligentes do planeta é mais uma razão para preservá-lo e respeitarmos os demais habitantes dele.

      Abraço!

      21 de março de 2012 às 8:19

  43. Ainos

    Boa noite! Por favor, certa vez li que uma cientista afirmava que os golfinhos são capazes de escanear o corpo humano com seu sistema de sonar e com a vibração do som, detectar doenças e até curá-las. Isto é possível: Gostaria de saber se tem algum fundamento tal relato.
    Gostaria de saber se no Brasil existe algum lugar onde podemos nadar com eles e tentar este tipo de procedimento.

    24 de março de 2012 às 19:49

    • Olá Ainos,

      Isso é verdade mesmo.

      Eu mesmo passei por esse “escaneamento” algumas vezes durante o convívio com os golfinhos.

      Você sabe porque é proibido mulheres grávidas irem nadar com eles? Simplesmente porque os golfinhos são muito curiosos em relação aos bebês na barriga de suas mães. Eles podem ver o feto ainda em formação. Mas porque proibir a grávida de nadar com eles? Pois em um programa com golfinhos geralmente dez pessoas participam, mas caso haja alguma mulher grávida entre elas, é bem possível que o golfinho passe a maior parte do tempo escaneando a barriga da futura mãe o que farás as demais exigirem um novo nado com eles.

      Eu ouvi casos onde foi o golfinho que deixou óbvio a gravidez de uma mulher de tanto ele escanear a sua barriga. E isso antes mesmo de a própria mulher saber que estava grávida.

      Existem diversos casos de golfinhos curarem as pessoas realmente. Poucos são relatados pela mídia.

      Eu falo um pouco e explico isso em meu livro.

      Mas aqui no Brasil por enquanto ainda não existe este tipo de tratamento.

      Aloha!

      24 de março de 2012 às 22:03

  44. Pingback: A situação dos golfinhos hoje no mundo. « Golfinhos Missionários

  45. NAZARÉ

    Realmente os golfinhos são animais extraordinários e muito inteligentes. Já houve casos em que salvaram pessoas, incluindo pescadores que muitas vezes não têm respeito por eles e lhes provocam a morte. Impressionei-me muito com uma notícia que vi na televisão, em que estam muitos golfinhos a morrer numa praia (mortos por japoneses), e eles choravam. É uma imagem horrível de recordar. Quando será que o homem tem mais respeito pelo planeta e pelos animais? A natureza é constantemente agredida, mas nos tempos que correm vemos que ela já nos está apresentando uma fatura muito elevada para pagarmos e mesmo assim, há pessoas que ainda não entenderam. Oxalá que sim, que nesta era de aquário, as mentes mudem. Peço mais respeito pela natureza e pelos animais em geral.

    1 de julho de 2012 às 12:01

  46. Maiza Lobato

    Eu estou muito emocionada em ler tudo isso.. cada vez que escuto sobre os golfinhos, meus olhos se iluminam pelas minhas lágrimas..agora eu começo a entender o porque..

    16 de julho de 2012 às 14:42

  47. Anna Carolina

    Os seres humanos sao muito egocêntricos,acham que só nós temos sentimentos,inteligencia,empatia..etc!Acredito que existem varias formas de inteligencia e destruir o planeta e desrespeitar outros seres vivos nao seja uma delas!Amo golfinhos!Tomara que isso impeça de continuar essa tirania de parques aquaticos e espero que a pesquisa se estenda a outros animais como as Orcas! =)

    1 de agosto de 2012 às 0:56

  48. se isso for mesmo real cara! imagina o quanto estamos vivendo errado eles vivem a tanto tempo sem destruir nada deveriamos aprender muito com eles para prolçongar nossa espécie e as outras tbm né ..

    1 de agosto de 2012 às 8:57

  49. Luciana memdes

    Muito inpresionada,ja fiz viagens longas de barco muitas vezes com golfinhos de lado,e como se eles estivem a proteger a gente.amei a descoberta.muita forca para voces,nao deiche de acreditar.

    1 de agosto de 2012 às 18:21

  50. Francisco de Sales Rocha

    Sou fascinado pelos golfinhos e achei a matéria muito interessante. Gostaria muito de ter conhecimentos mais aprofundados sobre o assunto. Respeitosamente, sugiro mais cuidado quanto à escrita correta, pois um texto mal redigido, e com erros de português, desestrimulam a leitura.

    1 de agosto de 2012 às 22:51

    • Olá Francisco. Você tem toda a razão quanto a escrita. Obrigado pela dica.
      Mas como você mesmo pode perceber, erros acontecem…ainda mais quando se realiza um trabalho como esse, onde sou eu mesmo que preciso escrever e editar todos os textos e isso concomitantemente com outras atividades da vida diária.

      Mas a meu ver, é preferível ter algum erro de português assegurando notícias e informações de ponta que não são facilmente encontradas por aí, do que ter um português impecável (como o tem aqueles fortemente padronizados pelo sistema educacional-social) mas que devido a seguirem fortemente o padrão mental estabelecido em suas formações dizem pouca ou nenhuma coisa realmente nova e interessante.

      De qualquer maneira, pretendo certamente melhorar isso tudo com o tempo.

      E quanto a receberes informações mais aprofundadas sobre os golfinhos, fique ligado no blog porque esse ano meu primeiro livro sobre eles será publicado e como um livro passa por toda uma revisão e editoração gramatical provavelmente não encontrarás erros de português nele. ;0)

      Um abraço!
      Felipe

      2 de agosto de 2012 às 9:02

  51. Francisco de Sales Rocha

    Desculpem a digitação incorreta em “desestrimulam”; leia-se “desestimulam”.

    1 de agosto de 2012 às 22:52

  52. Ana Pedro

    A sua beleza e sensibilidade enchem-me o coração de amor.

    15 de agosto de 2012 às 14:16

  53. Murilo Horst

    Lindo! Acho uma pena ser difícil de se provar o que é tão evidente e todos já sabemos…

    12 de outubro de 2012 às 15:06

  54. Keu

    Saudações irmão.

    Sem dúvidas nenhuma é uma pesquisa e uma ligação maravilhosas estas que vem fazendo sobre os golfinhos. Tenho uma admiração muito especial por estes seres também. Nasci e cresci próximo ao mar, e sempre desejava um contato mais próximo com golfinhos.
    Gostaria de comentar que não vejo ironia nenhuma em comparar os golfinhos como seres “humanos”, a propósito, todos nós dividimos este planeta maravilhoso pois fazemos parte de um só corpo, nós humanos somos quase 100% água; e acredito sim que os nossos irmãos golfinhos são ainda mais inteligentes, ou seja, utilizam mais do cérebro que nós, os mamíferos “duas pernas”, que ainda estamos aprendendo a utilizar de uma melhor capacidade de inteligência. Parabéns pela pesquisa incrível! Eis mais uma oportunidade, que surge através da tua coragem, dedicação e sabedoria de aprender com eles e re-começar a entrar em harmonia com todos os filhos da nossa Mãe Terra.
    Já sonhei com golfinhos várias vezes, quando criança e também depois de adulto, e na maioria dos sonhos eles se transformavam em seres humanos, ou agiam como tal após passarem sua mensagem cósmica. Eu sempre me sentia maravilhado com o tipo de vibração energética que eles deixavam após despertar, lembro de emoções que duravam o dia inteiro, as vezes dias, sentindo uma grandiosa harmonia e pureza.

    Durante o ano de 2011 e 2012, fiz projetos de vida, e um dos principais era estudar ou trabalhar com golfinhos, ou seja, estar com eles de alguma maneira, aprendendo e reintegrando. Por intuição Imaginava que poderia ser no México, e quando vi sua matéria percebi o quanto fiquei confortável com tamanhas coincidências! Porém, não sou biólogo e nem psicólogo, e diante disso gostaria de te perguntar o que é preciso fazer para me aproximar desse ramo?

    Parabéns e gratidão pelo ótimo trabalho.

    10 de dezembro de 2012 às 22:11

  55. Asgard

    Mas quanta baboseira foi dita aqui 👿

    Querem ajudar, é fácil.
    factos científicos:
    Cientistas dizem que golfinhos deveriam ser tratados como pessoas não humanas

    O golfinho foi declarado a segunda criatura mais inteligente do planeta após os seres humanos.

    Fonte:- http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=9692

    também já foi provado que os golfinhos usam um sistema de linguagem ainda mais sofisticado que o usado por Humanos.

    Nós como espécie Humana usamos apenas 26 letras do alfabeto para nos comunicarmos incluindo os 10 números decimais.

    mas já os golfinhos usam mais de 50 tipos de clicks e a volta de 9 estalidos diferentes.

    Pudemos também finalizar pelo facto de o tronco cerebral dos golfinhos conseguir processar informação cerca de 4 vezes mais depressa que o de um Humano.

    Logo eu não só penso, como tenho a certeza de que esses seres são tão inteligentes, se não até mesmo mais que os Humanos.

    Agora lá por eles não construírem coisas como nós, não quer dizer que eles sejam menos inteligentes que nós, alias se os golfinhos nada constroem é porque, e simplesmente o seu corpo não lhes permite.

    As vezes me pergunto o que aconteceria se fosse possível meter o cérebro de um golfinho num corpo Humano, certamente teríamos algumas surpresas 😀

    Agora se querem mesmo ajudar a essa causa, a única maneira será o desenvolvimento de um software capaz de traduzir a linguagem humana para a linguagem de golfinho e vice versa.

    Penso que só assim é que iremos conseguir acabar com estes infelizes mascares:

    Ou pudemos acabar neste aqui:

    Enfim lá por nós não entendermos a linguagem deles, isso não quer dizer que não são espertos, caso contrario certamente eles pensariam o mesmo de nós 😀

    Agora na minha mais sincera opinião é:

    A EVOLUÇÃO HUMANA FOI O PIOR ACIDENTE QUE ACONTECEU AO PLANETA.

    POIS INFELIZMENTE NÓS SOMOS OS ÚNICOS CAPAZES DE MATAR OS DA NOSSA PRÓPRIA ESPÉCIE, TAMBÉM SOMOS OS ÚNICOS QUE SE DIVERTEM A CUSTA DA DOR DE OUTRAS ESPÉCIES INCLUINDO MESMO A NOSSA.

    Mas talvez eu tenha mesmo razão e a evolução humana não tenha passado mesmo de um acidente.

    1 de abril de 2013 às 11:39

    • Prezado Asgard,

      Acho que vc tem razão em muito do que escreveste.
      Só não concordarei que o ser humano é a pior coisa que aconteceu neste planeta e que é um projeto errado e logo explicarei porque.

      Realmente os golfinhos são tão ou mais inteligentes quanto um humano, apenas diferentes. Eu tenho certeza disso pois convivi com eles e pude comprovar. Eles são mais éticos e evoluídos moralmente falando. Eles pensam, se comunicam e só lhes falta mãos. Ou talvez simplesmente se deram bem assim como são, completamente adaptados ao seu meio, o que lhes permitiu desenvolver outras capacidades como o seu sonar, que é o equivalente a tão sonhada telepatia.

      Mas sabes bem como funciona o meio científico, precisam provar, comprovar e repetir com os mesmos resultados para que algo seja dado como certo. Não esqueçamos porém que a ciência é apenas um método e não uma lei ou algo perfeitamente correto.
      Há coisas que escapam ao seu método.
      Ciência é coisa do hemisfério cerebral esquerdo e que quando usada sozinha leva ao desequilíbrio e a uma visão míope das coisas.

      Agora em relação a situação do humano como algo falido, eu penso que estamos desequilibrados em quanto espécie, mas isso não quer dizer que nossa evolução falhou. Mesmo porque ela ainda não acabou.
      Os golfinhos como irmãos muito mais velhos sempre me mostraram interesse e positividade em relação a nossa espécie. Encorajando o nosso lado bom e nos ensinando lições como a solidariedade e compaixão ao guiar navios, salvar náufragos e cooperar na pesca, entre muitas outras situações.

      Poderia te dizer muito mais, porém fica pouco espaço aqui. A convivência com os golfinhos me ensinou muitas coisas, não só sobre a vida na Terra, como também sobre a vida no universo.

      Se quiseres podemos conversar sobre esses temais em inbox.

      Por enquanto é isso amigo, siga estudando e sabendo filtrar tanta informação, não se apegue demais a
      nenhuma opinião e só aceite aquilo que
      te faz sentir bem. Esse é mais um ensinamento de nossos amigos golfinhos.

      Aloha!

      2 de abril de 2013 às 19:12

  56. Asgard

    Nisto que eu disse anteriormente:

    Mas talvez eu tenha mesmo razão e a evolução humana não tenha passado mesmo de um acidente.

    Se quiserem saber o porquê, então assistam a este decumentario e aí percebem 😀


    Alienígenas do Passado – A criação do homem

    Ou pra aqueles que quiserem ter um conhecimento mais aprofundado, talvez prefiram este aqui:

    1 de 2 – DNA Trás Provas de que a Vida foi Implantada na Terra

    Por essa razão nós somos assim, porque definitivamente nós não era-mos pra tar aqui.

    Esse é o meu pensamento 😀

    2 de abril de 2013 às 17:46

  57. Asgard

    Boas golfinhosmissionarios 😀

    Por vezes a explicação mais simples é a mais correcta.

    Por isso cá vai…

    penso que nós, humanos apenas existimos porque a muito, muito tempo a trás alienígena vieram ao nosso planeta e através de uma mutação planejada de nossos genes, nós nos tornamos humanos.

    Por muito irreal que esta teoria pareça, ela dá respostas para enigmas que até então não havia explicação.

    Por ex existem provas de ferramentas mecânicas usadas em algumas de construções com mais de 4mil anos no antigo Egipto entre outras.

    Também sabe-se que a milhares de anos a trás, a raça humana por si só não teria capacidade de fazer construções com megalitos pesando dezenas de toneladas.

    Acho que isto seria uma boa matéria a ser discutida.

    Os vídeos que eu acima postei apenas mostram a ponta do inceberg.

    Para maiores informações aconselho:

    5 de abril de 2013 às 8:44

    • Vejo que você além de curioso, gosta de pesquisar também Asgard.
      Isso é ótimo.

      Então, realmente existem “enigmas” na história da Terra. Estive pessoalmente em alguns sítios arqueológicos quando morei no México. Tem coisas lá impressionantes, aquelas construções em pedra em locais exuberantes, uma super arquitetura e alguma figuras talhadas na pedra que instigam a nossa imaginação.

      Além disso, hj os astrônomos consideram haver no mínimo um bilhão de Terras como a nossa no universo.
      O que dirá então de planetas.

      Se aqui neste planetinha pequeno aquecido por um sol relativamente pequeno existem pelos menos duas espécies capazes de pensamentos abstratos (nós e os cetáceos), imagina em sistemas mais antigos, com mais de uma estrela e planetas enormes.

      A vida fora da Terra e certa. A nossa razão e intuição sempre disseram isso. Agora cabe aos científicos encontrarem as provas que tanto procuram.

      Existe uma lenda da tribo Dogon da África, que diz que os humanos descendem de seres anfíbios que vieram a milhões de anos atras do espaço (os nomos). Será verdade isso ou apenas imaginação?
      O fato é que temos muitas características de seres aquáticos, pesquise e verás.
      Claro que isso não provará se a lenda está correta ou não, no entanto isso nos diz que temos um passado muito ligado ao oceano.

      Nessa lenda contam, que uma parte daqueles seres decidiu viver completamente adaptados ao novo planeta na água, enquanto a outra parte decidiu viver na terra.
      Interessante não?

      Está na escrito na bíblia: na casa de meu pai há muitas moradas.
      E não só na bíblia como em muitos outros textos antigos, falam de seres mais evoluídos vindos das estrelas.

      Fique ligado no blog Asgard que logo será lançado o livro sobre os golfinhos do rio Mampituba, onde você encontrará maiores dados e informações sobre os golfinhos.

      Abraço!

      5 de abril de 2013 às 20:22

    • Já ia esquecendo Asgard.

      Pelo que compreendi com o convívio com os golfinhos, a nossa espécie por ter meios de modificar o meio ambiente deveria ser a guardiã do planeta. Curioso que estejamos fazendo tudo ao contrário não é? Mas é que a nossa espécie é relativamente nova. Em comparação com os golfinhos por exemplo, ainda temos algumas dezenas de milhões de anos para alcançá-los.
      Acho que por isso que eles são tão compreensivos conosco.;)

      5 de abril de 2013 às 20:28

  58. Asgard

    Boas golfinhosmissionarios 😀

    Hoje tou meio sem tempo, mas amanhá falarei melhor consigo.

    No entanto deixo aqui uma boa matéria a ser discutida…

    Com o avanço da tecnologia, hoje em dia somos capazes de conectar nosso cérebro a um computador e dar comandos unicamente através do pensamento.

    Isso já foi provado, passou de teoria a facto, hoje somos definitivamente capazes de controlar maquinas através do pensamento.

    Alias investigadores a uns anos a trás fizeram uma experiência com um macaco, em que lhe prenderam as mãos e ligaram-lhe um dispositivo de braço robótico, em que o macaco através do pensamento movia o braço robótico de maneira a ir buscar comida e leva-la a boca.

    E isto tamos a falar de um macaco, sendo que o macaco é muito menos inteligente que um golfinho e ainda menos que um humano.

    Bem pra não tar a escrever muito irei tentar fazer um resumo:

    1ª:

    Agora eu fiquei com uma ideia depois de ter assistido a esse documentário.

    É o seguinte se somos capazes de ligar nosso cérebro e até o cérebro de animais a um computador, porque não tentar fazer o mesmo mas com um golfinho, dado-lhe o puder de controlar maquinas através de pensamentos, incluindo o mais importante que é a escrita.

    Logo seria perfeitamente possível conectar o cérebro de um golfinho a um computador e desenvolver uma serie de estudos, permitindo que o animal pudesse dar vários comandos através do pensamento.

    Comandos esses podiam ser de forma escrita, desenho, ou até mesmo dar ao animal o puder de controlar uma espécie de maquina semelhante a um ser humano robótico, coisa que também já existe 😀

    Por isso eu tou convencido que uma das melhores maneiras de puder-mos compreender as capacidades de um golfinho seria a realização de estudos nesses campos.

    Eu gosto de fazer pesquisas, tenho tempo livre por isso as faço.

    Comecei com este trabalho depois do 11 de Setembro, após ter ouvido boatos de que o 11 de Setembro tinha sido cometido supostamente pela Elite dos EU e não pelos terroristas como o tanto afirmaram.

    Podes não te acreditar, mas há montes de evidencias que mostram claramente que o 11-9, foi orquestrado pela Elite, ou como muitos lhe chamam, os Illuminatis.
    E que melhor exemplo do que este aqui:

    Claramente esse suposto jogo de rpg já retratava o ataque ao pentágono e as torres gémeas, entre outros se formos a levar isso a sério.

    Mas isso é matéria para outra discussão 😀

    No que eu tou interessado é de falar contigo sobre essa matéria, a dos golfinhos, incluindo também sobre o link que postei acima sobre o controlo da mente.

    Cumprs 🙂

    5 de abril de 2013 às 22:02

  59. Asgard

    Tas aí golfinhosmissionarios?

    Tou pronto a discutir qualquer teoria 😀

    Faço pesquisas a mais de 10 anos, como referi comecei pouco depois do ataque de 11-9.

    Por isso tenho conhecimento de muitas teorias e conspirações.

    Ao longo dos anos fiz centenas de pesquisas das mais diversas áreas.

    Por isso sei de coisas que muita pouca gente sabe, até tou com ideias de criar um blog.

    Agora voltando a conversa dos golfinhos, sabe-se já há muito que eles são inteligentes.

    Os romanos antigos, referiam-se aos golfinhos como deuses que vinham entregar mensagens, em certos países na antiguidade, quem fosse caço a fazer mal a um desses animais seria morto, só tenho pena que essa mesma lei não se aplique na actualidade.

    Uma das coisas que disseste, e que é bem verdade que foi isto:
    a nossa espécie por ter meios de modificar o meio ambiente deveria ser a guardiã do planeta…

    Infelizmente ainda temos muito que aprender, até porque com a tecnologia que dispomos, o mundo podia ser um lugar bem melhor.

    Mas toda a nova tecnologia, primeiramente tem um uso militar ao invés do civil, daí um mundo lixo, que é mesmo assim.

    Por ano a NASA gasta BIlh de dólares em procura de vida inteligente, quanto com uma fracção desse valor se fosse usado nas pesquisas com animais inteligentes aqui, nós já teríamos aprendido muito mais e talvez evoluído um pouco mais a nível de consciência.

    A cada mês centenas de milh de dolars são gastos em armamento e defesa, enquanto a meio mundo de distancia, mais de dois milhões de pessoas morrem de fome a cada dia,
    Segundo dados da ONU, sendo que milhares delas são apenas crianças.

    O mundo tá todo de cabeça para baixo fonix 😦

    6 de abril de 2013 às 21:41

    • Vamos por partes Asgard.

      Sugiro que assistas ao documentário Thrive. Ali ele dá um panorama sobre a situação global e prováveis soluções.

      Em relação a comunicação com os golfinhos, esse método com eletrodos gera implicações éticas, já que os golfinhos estão no mesmo patamar de consciência que nós. Será que eles gostariam de participar destes experimentos. E tem outra, o cérebro dos golfinhos é diferente do nosso. Na verdade, seria muito interessante isso, pois aprenderíamos muito sobre o nosso próprio cérebro também, mas desde que não obriguem os golfinhos a isso, entendes?
      Mas realmente é uma possibilidade caso não cause danos à eles.
      Muito bem pensado Asgard.

      Em relação a situação humana, não esqueçamos de que há muitas coisas boas acontecendo no mundo, maravilhas que infelizmente não são mostradas pela mídia que com suas
      notícias sensacionalistas e quase sempre trágicas acabam por espalhar o medo e a insegurança nas pessoas.

      A Terra está reagindo ao homem e isso também gera desequilíbrio não só no planeta, como também em nossa espécie. Vivemos um tempo de grandes mudanças em poucos anos meu amigo. Me sinto incrivelmente afortunado de viver neste período onde podemos nos comunicar e conhecer instantâneamente embora à quilômetros de distância.
      Vejo que a humanidade ainda vai levar um tempo até se equilibrar de tudo o que está sendo visto e presenciado agora. Não acredito em mudanças mágicas, tudo na natureza tem o seu tempo de acontecer e com a gente não poderia ser diferente.

      Aloha!

      9 de abril de 2013 às 11:21

  60. Asgard

    Ok vamos por partes 😀

    O que eu queria discutir contigo era as possibilidades e implicações que teria ao conectar o cérebro de um desses seres a um computador.

    Por ex hoje em dia a mesma tecnologia é usada para deficientes, em que com um simples fita, repleta de sensores, quando encostada a cabeça, ele pode controlar a cadeira de rodas, só pelo facto de pensar.

    Também essa mesma tecnologia pode ser usada pra controlar o computador, no sentido de se puder mover objectos no ecrã também com o pensamento.

    Logo se alguma organização ejecta-se fundos nessas pesquisas, as descobertas seriam assombrosas, de tal magnitude que o governo seria forçado a criar uma nova serie de leis para a protecção desses seres.

    Só que não o fazem, e sabes porquê?

    Porque a industria que gere os parques temáticos arrecada bilh de dólares anuais, em que o governo ganha também uma percentagem, fazendo da caça aos golfinhos, um negocio bastante lucrativo.

    Pois enquanto nossa espécie tiver mais preocupada com lucros de que com o mundo propriamente dito, estas coisas irão continuar acontecendo.

    Pra não tar a escrever muito, assiste apenas a este documentário ganhador de um oscar de ouro, como sendo o melhor documentário realizado 😀

    O que mais me deixa triste, é que mesmo cientistas a terem o conhecimento que têm da inteligência desses animais, não façam nada para impedir massacres, como os do Japão.

    Nem sequer é preciso ser-se cientista para entender que isso ira levar a extinção do único animal que pode rivalizar com o ser humano a nível de inteligência.

    Pois segundo se sabe o período de gestação de uma fêmea é de 12 meses, ao passo que o período de gestação de um ser humano é de 9 meses.

    Mas a diferença é que um ser humano pode logo ter varias crias, enquanto um golfinho apenas pode ter uma por vez.

    Ou seja com a matança de varias dezenas de milhares todos os anos, se nada for feito serão levados a extinção como muitas outras espécies o foram por nós.

    Sabias qual foi a única coisa que permitiu aos humanos atingir tal grau de domínio na terra?

    Segundo peritos, foi apenas o desenvolvimento do nosso Polegar, pois com isso foi-nos possível ter criado as 1ªs ferramentas na verdade tenta-te imaginar fazer as tarefas diárias, sem recorreres ao uso do Polegar 😀

    Nós até podias-mos ser 10 vezes mais inteligentes do que ao que somos, mas essa inteligência de nada nos serviria se vivêssemos num corpo de um golfinho.

    10 de abril de 2013 às 16:25

    • Querido Asgard,

      Fico muito feliz que existam pessoas curiosas e inteligentes como voce no mundo.

      Em breve responderei aos teus últimos comentários.
      Acredito que esse debate pode acrescentar a outros interessados que por ventura venham a ler, além de nos permitir uma visão mais ampla das coisas. 😉

      11 de abril de 2013 às 20:21

  61. Asgard

    Ok fico a espera 😀

    Mas penso que será uma boa ideia assistires aos vídeos que eu coloquei aí, afim de puderes tar a par de tudo e de compreenderes.

    No entanto deixo aqui uma coisa muito interessante, alguns considerariam algumas destas inovações como sendo de ficção cientifica, mas eu garanto que elas existem 😀

    Isto é só a ponta do inceberg loooooool

    DARPA, Organização de defesa criada pelos EUA, afim de manter a tecnologia militar um passo a frente da de seus rivais.

    Isto é apenas uma apresentação dos drones criados por eles, e é bom terem em mente que isto que eles nos mostram é apenas uma pequena parte daquilo que eles já têm, visto que a tecnologia militar tá cerca de 50 anos a frente da tecnologia civil.

    Espero que gostem 😀

    Cumprs Asgard.

    12 de abril de 2013 às 14:08

  62. Asgard

    boa noite pessoal 😀
    golfinhosmissionarios, você nunca mais disse nada desde a minha ultima mensagem.

    Se ainda tiver disposto a discutir alguns temas me avise.

    Também gostava de saber quando seu livro estará disponível.

    Cumprs Asgard xD

    22 de abril de 2013 às 21:03

    • Asgard,

      Ainda nao respondi pois nao tive tempo nem condições de assistir aos documentários que recomendaste, já que meu note está no conserto.

      Nao esqueci, logo seguimos a conversa.

      Sobre o livro, se a edição ficou como desejo – o que saberei em breve – será lançado em maio. Esperemos que sim.
      Até mais!

      22 de abril de 2013 às 21:22

  63. Asgard

    Sendo assim fico mais descanssado 😀

    Olha quanto aos decumentarios, eu recomendo acima de tudo estes dois:

    A Enseada (The Cove) – Legendado PT-BR
    Controle da Mente – [1 de 3] – Ciência Reconhece esse Poder

    O 1ª para que possas entender tudo o que se passa, desde a captura ao abate dos golfinhos, e muito mais, acredita que esse é o melhor documentário já feito sobre essa matéria.

    Quanto ao 2ª é uma boa matéria sobre o avanço da tecnologia, e o que já é possível se fazer com ela…

    Lembras-te de teres dito isto:
    E tem outra, o cérebro dos golfinhos é diferente do nosso

    Sim até pode ser, mas recentemente com as minhas pesquisas descobri…

    A força mental de um pequeno macaco na Duke University (Carolina do Norte, EUA) é suficiente para pôr em marcha mecanismos robóticos e virtuais. E fá-lo com as mãos, mas apenas com seu pensamento

    Fonte: – http://actualidad.rt.com/ciencias/view/87383-mono-manipular-robots-eeuu

    Logo se um macaco é capaz disso então com certeza um golfinho se safa ainda melhor 😀

    O que era preciso era haver pessoas dispostas a apostar nesse tipo de estudos.

    Ok assim que vejas os documentários depois responde 😀

    Caso queira falar comigo em particular, pode sempre usar o Skype 😀
    Ou meu mail: – mirage_f22@live.com.pt

    22 de abril de 2013 às 22:39

  64. Antônio Carlos

    E quando descobrirem e admitirem sua ligação com o sistema planetário de Sírius,hein?

    19 de fevereiro de 2015 às 15:18

  65. Republicou isso em florencio1.

    20 de fevereiro de 2015 às 17:02

  66. Ivan Salles

    Há um tempo atrás, eu sonhei que fiz uma ilustração bem bonita, uma sequência de fotos dos seres mais evoluídos em consciência que passaram pela terra, essa fotos formavam uma mandala, os três mais evoluídos eram golfinhos, foi muito marcante esse sonho, agora leio esse compartilhamento…que bom que existem seres sensíveis à realidade além do óbvio…parabéns!!!

    23 de fevereiro de 2015 às 15:33

  67. Neusa carmelita hertwig

    Eu scredito nessa versao.

    27 de fevereiro de 2016 às 21:56

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s